Freud e o patriarcado parte da constatação de que o campo da teoria psicanalítica põe em jogo uma forma de conceber o psíquico — ou a subjetividade — como algo que se constrói a partir de um modelo que assume, em seu centro, uma equivalência generali zada entre cultura, civilização e masculinidade. Ao assumir esse tipo de encaminhamento, a psicanálise coloca, no centro de seus modelos teóricos, algo que deveria ser explicado, em vez de ser tomado como dado. Sobre essa trilha as autoras e os autor es do livro tecem suas considerações, seja para explorar a legitimidade e a preservação dos modelos descritivos psicanalíticos ancorados nas inspirações originárias de Freud e em seus desdobramentos, buscando sua potência própria seja para apontar, nos próprios textos de Freud, elementos que permitiriam vislumbrar modelos distintos ou ainda para problematizar algumas de suas teses, apostando mais diretamente na necessidade de repensá-las.

Freud e o patriarcado

R$ 65,00Preço

    Contato

    • Facebook - Black Circle
    • Ícone do Instagram Preto

    CNPJ: 26.366.703/0001-21

    LIVRARISTA | Livraria Feminista